domingo, 25 de julho de 2010

Ver o mundo com os olhos de uma criança

Hoje recordei um vídeo que há alguns meses eu publiquei aqui no blog onde uma arvore cai no meio da rua impedindo o transito, e fica uma fila de veículos enorme de ambos os lados à espera de que alguém venha retirá-la de lá, então um garotinho desce do ônibus e junto com outras crianças começa a forçara arvore para retirá-la do caminho, e então ao ver isso os adultos resolvem se mexer e se unem para remover a arvore do caminho.

Nós jovens e adultos, temo a tendencia de ficar de braços cruzados diante dos obstáculos que nos parecem intransponíveis, lamentando a espera de um milagre. Diante das adversidades ficamos de cabeça cheia, pensamos e repensamos sem encontrar uma solução.

O problema é que estamos acostumados a pensamentos e soluções complexas, tudo meticulosamente calculado. Diante de problemas que requerem soluções simples, nos desesperamos porque estamos acostumados a complexidade.

Compreendi com esse vídeo que devemos crescer sem perder o olhar de criança, aquele olhar inocente e sincero que vê tudo com simplicidade. È fato que as crianças muitas vezes nos dão ideias absurdas para solucionar certos problemas, mas em muitas ocasiões elas dizem e fazem coisas que nos deixam abismados, pois fazem todo o sentido, e então pensamos: “ Porque não pensei nisso antes?” Simplesmente porque perdemos esse olhar de criança, inocente, sincero e ao mesmo tempo critico,e talvez ai é que esteja a diferença, as crianças são criticas, elas questionam o porque das coisas serem de um modo e não de outro, e é ai que está a diferença ao questionar a ordem das coisas elas encontram opções e soluções para determinadas situações.

Olhemos então o mundo com olhar de criança e nossa vida ficará mais simples e mais fácil, pois saberemos buscar soluções mais simples e obvias para grandes problemas como toda criança faz, aliás, se o mundo fosse governado por homens com olhar coração de criança, não teríamos guerra pois após um desentendimento, bastaria dar o dedo mindinho e estariam todos “de bem” novamente.

Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário